Conheça os 7 maiores vilões da aprendizagem do violão! E o que fazer para superá-los?

Tempo de leitura: 9 minutos

330988_orig

No post anterior eu mencionei que qualquer pessoa pode aprender a tocar violão, desde que esteja disposto a enfrentar os desafios e obstáculos que um aprendizado de violão apresenta. E se você por acaso não leu este post, pare agora e leia, pois será muito importante para a sequência deste conteúdo!

LINK: Por que algumas pessoas aprendem a tocar e outras não?

Estar disposto para enfrentar os desafios e obstáculos de um aprendizado, não pode ser apenas algo motivacional. Pois se você levar em conta somente a motivação para aprender, vai ter dias que você não estará tão motivado assim, e isso pode prejudicar muito o seu aprendizado.

Quando digo “estar disposto”, quero dizer que você tem que:

  • Colocar o seu aprendizado como uma missão que você precisa cumprir nesta vida.
  • É ter uma postura proativa e resiliente;
  • Buscar incessantemente uma melhor performance no seu aprendizado;
  • Conseguir vencer as dificuldades custe o que custar;
  • Agindo, pensando e se preparando diariamente para enfrentar os diversos desafios.
  • E principalmente, não desistir nunca da sua “missão” de aprender a tocar.

Quando você adquire esta postura, a tendência é que os vilões da aprendizagem sejam diminuídos e como consequência sejam encarados apenas como etapas a serem cumpridas.

Eu dou aula de violão a mais 20 anos, e já perdi a conta de quantos alunos já ensinei a tocar, e uma coisa que posso constatar é o seguinte: menos de 5% dos alunos desejam ir mais adiante em seus aprendizados. A grande maioria, ou desistem ou se contentam apenas com conhecimento básico.

A maior parte da desistência dos alunos que iniciam o seu aprendizado no violão, são quando eles se deparam com as dificuldades que o estudo do instrumento apresenta.

curso-gratis

Por isso, neste post, vou lhe apresentar os 7 maiores violões para quem está iniciando no aprendizado do violão:

1- A Postura dos dedos, das mãos e dos punhos.

Para tocar bem o violão é importante que seus dedos, mãos e punhos se encaixem bem no instrumento, pois isso fará com que o seu desempenho seja mais qualificado. Geralmente a tendência é que seus dedos, mãos e punhos procure uma postura confortável, mas que infelizmente não é a adequada.

Observe a postura da Mão Direita:
. O Punho tem que ficar encurvado
. A mão em formato de concha
. E os dedos de frente para as cordas do violão

Mão Esquerda:
. O punho também fica numa postura encurvada
. A mão também em formato de concha e abaixada para o lado esquerdo.
. E os dedos também de frente para as cordas do violão.

Normalmente o aprendiz leva algumas semanas para se condicionar a estas posições, mas é de suma importância que isso seja levado a sério, pois o mau uso desta postura pode afetar o seu desempenho lá na frente.
As dicas que dou para superar este vilão é primeiramente fazer alguns alongamentos antes de praticar o instrumento, é o mesmo exemplo de quem faz musculação, ou seja, antes de treinar é preciso alongar os músculos. E em segundo insistir veementemente na postura correta dos dedos, punhos e mãos.

2- As dores nos dedos e nos punhos

Depois que você começa a praticar a postura correta dos dedos, das mãos e dos punhos, e inicia o aprendizado dos acordes e das batidas rítmicas, é normal que ocorra algumas dores, pois quando você não está acostumado a utilizar uma postura e repete ela várias vezes, o normal é que você tenha alguma dor.

Mas isso varia muito de pessoa para pessoa. Tem pessoas que sofre mais do que outras. Tem algumas que nem sente dor alguma. Tudo isso é normal, mas não deixa de ser um vilão que incomoda.

A minha dica para superar este vilão, também são os alongamentos, pois só eles lhe darão o fortalecimento dos dedos, das mãos e dos punhos. Sem esses alongamentos, o seu processo de aprendizagem será mais penoso.

Imagine um jogador de futebol que entra em campo sem se alongar, a chance dele ter uma contusão é muito maior, pois seus músculos não estão aquecidos.

3- A Afinação

Para quem está iniciando no aprendizado do violão, a afinação do instrumento é um dos maiores vilões. É algo inevitável, não tem como pular esta etapa. E é horrível tocar num violão desafinado.

Existem diversas situações onde o violão se encontra desafinado:
-Quando o violão é novo;
-Quando troca as cordas;
-Quando as cordas estão velhas;
-Quando você não sabe executar corretamente o instrumento.

Não tem jeito, é algo que você vai ter que enfrentar. E a grande dificuldade existente é que afinar um violão não é uma tarefa das mais simples. Mas, hoje com o avanço da tecnologia, tudo ficou mais fácil.
Foram criados aplicativos que lhe ajudarão a afinar o violão nem nenhum tipo de problema, fora os afinadores elétricos que existem a algum tempo que podem lhe ajudar bastante.

Então esta é minha dica para superar este vilão, os aplicativos e os afinadores elétricos. São bem simples de usar, e você não precisa ter um bom ouvido para manuseá-los.

4- A junção das duas mãos

A junção das duas mãos é um pequeno vilão que todos enfrentam no aprendizado do violão. Essa prática está relacionada com a coordenação motora, que é quando você tem que fazer duas coisas diferentes ao mesmo, sem que uma não interfira na outra.

No caso do violão, a mão direita tem uma função completamente diferente da mão esquerda, e para que a execução do instrumento seja realizada da forma correta, é necessário que as duas mãos estejam em comum acordo. Para isso, você tem que tocar uma música ou um exercício, tocando com as duas mãos sem que nenhuma das mãos pare.

A minha dica para superar este vilão é o treinamento correto para esta finalidade. Por exemplo: ao tocar dois acordes, usando as duas mãos:
-Primeiro você toca olhando somente para a mão direita
-Depois você toca olhando somente para a mão esquerda
-Depois você toca sem olhar para as mãos

É importante neste exercício, a persistência até você conseguir fazer corretamente. Não pare de tocar com a mão direita, que é a mão que está fazendo a batida rítmica, e caso você seja canhoto é só inverter isso. Automatize na sua mente esta batida, e concentre-se na mão que está fazendo os acordes. Outra dica importante para superar este vilão é tocar bem lento.

5- A Pestana

A pestana é um dos maiores vilões para quem está iniciando no violão. Já vi alguns alunos desistir de aprender quando chega na pestana. Até parece que é um bicho de 7 cabeças.

Vou dar 2 exemplos extremos: Já dei aula uma vez para uma aluna durante um ano, e ela não conseguiu em um ano vencer a barreira da pestana, tentei de tudo, exercícios, repetições, mas nada deu certo, ela não conseguiu. Como já também dei aula para vários alunos, que no primeiro contato com a pestana, já obtiveram o êxito.

Todo aprendiz de violão consegue ultrapassar esta barreira com facilidade, basta para isso, fazer os procedimentos certos. A primeira coisa é não fugir da pestana, é enfrenta-la. Pois o que acontece é justamente o contrário, o aluno tem o contato com a pestana, acha difícil, mas também não treina para vencê-la.

Tenho certeza absoluta que se você treinar e enfrenta-la da forma correta, você conseguirá vencer isso. Então a dica para superar esse vilão, é enfrentar e treinar corretamente, com insistência e determinação. Geralmente eu passo alguns exercícios para ajudar, mas o segredo é esse: treino correto, insistência e determinação.

6- Tocar e cantar ao mesmo tempo

Será que é necessário tocar violão e cantar?
É importante que todo cantor saiba tocar um instrumento, mesmo que seja de forma simples, como também é importante que todo instrumentista cante mesmo que seja o básico, que tenha pelo menos um pouco de afinação e ritmo.

Sei que a junção das duas coisas muitas vezes é complexa, mas tudo é questão de pratica. Existem alunos que tem uma coordenação motora mais definida, que consegue isso com muita facilidade, já outros, isso é um grande empecilho.

A minha dica para superar este vilão é, que depois que você se sentir seguro na prática do violão, inicie o processo de tocar e cantar com músicas fáceis, aquelas que você já está tocando com mais precisão, sem erros. Aos poucos esta prática vai se progredindo para níveis mais exigentes, até você estar dominando esta etapa.

7- Não saber como treinar corretamente em casa

Para mim este é o pior dos vilões: Não saber como treinar corretamente.
Muitos alunos pensam que treinar violão em casa é tocar aquilo que ele já domina e executa bem. Ou seja, é tocar suas músicas favoritas. Isso não é um treino.

Para quem faz academia ou qualquer outra atividade física, quando você treina de uma forma que não exija nada de você, isso não pode ser considerado um treino progressivo.

Com o treino do violão não é diferente, você tem que treinar aquilo que exige de você mais esforço e atenção. Treinar aqueles acordes novos que você está tendo dificuldades, aquelas batidas rítmicas que você está achando difícil, aquela música que tem sido um desafio para você tocar, aqueles exercícios chatos que servirão para o seu desenvolvimento. Isso sim é um treino de verdade.

A minha dica para superar este vilão, é você criar um guia de treinamento, onde você consiga organizar estratégias diárias do que você precisa treinar e do que você não precisa treinar. Por exemplo: aquilo que você já está dominando bem, não precisa ser treinado, você já passou desta etapa.

Agora, o que você está tendo dificuldades, terá que ser o que você mais precisa treinar.  Logo vou postar um post mencionando isso com mais detalhes.

violao-prime-banner

Sobre plenitu

Leonardo Júnior.

Autor e responsável por este projeto.

Graduado: em Música.

Pós-Graduado: Ensino a Distância

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *